terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Comida de Alma e um SORVETÃO para espantar o calor!







Todos nós sabemos o que é COMIDA DE ALMA, a Comfort Food, não é? Você sabe, não sabe? Então porque será que é tão difícil (e tão fácil) descrevê-la em palavras? Quando nos perguntam, logo pensamos: é aquela comida que conforta, que aconchega, que nos trás lembranças da infância...imediatamente nos lembramos do cheirinho da canjinha da nossa mãe, do purê de batatas, do arroz doce, do macarrão cabelinho de anjo...mas você consegue descrever mais que isso? A Revista Pais e Filhos tem até uma coluna mensal que se chama "Comida de Alma" - aliás, eita coluna delicious!!!

A Nina Horta, em seu livro "Não é Sopa", nos diz que: “Comida de alma é aquela que consola, que escorre garganta abaixo quase sem precisar ser mastigada, na hora da dor, de depressão, de tristeza pequena(...)Dá segurança, enche o estômago, conforta a alma, lembra a infância e o costume. É a canja de mãe (...), o macarrão cabelo-de-anjo cozido mole e passado na manteiga. O caldo de galinha gelatinoso, tomado às colheradas. São as sopas. O leite quente com canela, o arroz-doce, os ovos nevados, a banana cozida na casca, as gelatinas, o pudim de leite.” 

Outra pessoa diz( se vocês souberem que foi que disse isso, por favor me informem, tá?) : “aquela que carrega nossos sentidos para outra dimensão.”

E...sim...é tudo isso o que eu penso e o que você pensa (e que talvez não consiga por em palavras); inclusive eu penso que a Nina colocou muito bem as palavras! 

Mas e VOCÊ?  O quê para você, é comida da Alma??? Você consegue me responder? Qual é a SUA comida da Alma?

Para mim, esta é mais uma delas...fora o arroz doce, a canja de galinha, o bolo de chocolate...
Minha mãe chamava esta receita de SORVETÃO...mas eu havia perdido o papel no qual tinha anotado...(coisa de uns 25 anos só!!!) então perguntei às minhas "amiguíssimas" do Facebook  e elas prontamente atenderam ao meu pedido - aliás, eu quero agradecer à TODAS viram, meninas! Choveram receitas...das mais variadas formas e jeitos de fazer. 
Acabei escolhendo uma que as minhas amigas Ana Carmen Bastos e Christiane Hollweg fazem de forma muito parecida, e fácil. Obrigada gurias!
Então...sem mais "delongas"...

Sorvetão

Você vai precisar de:

1 lata de leite condensado
2 vezes a mesma medida de leite de vaca
6 gemas
1 col. de chá de essência de baunilha
6 claras 
8 col. de sopa de açúcar
10 col. de nescau (achocolatado ou chocolate em pó )
1/4 de xíc. de chá de leite


Faça assim:
Em uma panela, misture os 4 primeiros ingredientes e coloque cozinhar, mexendo sempre até virar um creme. Coloque para esfriar.

Depois do creme ter esfriado:
Caramelize uma forma GRANDE de pudim. Coloque no freezer para dar uma esfriada. Enquanto isso, faça uma calda com o nescau e o 1/4 de xíc. de leite. Coloque em cima do caramelo na forma e leve ao freezer.

Coloque as claras na batedeira e bata em neve firme. Quando ficar firme, ainda batendo, vá adicionando as 8 col. de açúcar de uma em uma, batendo sempre. Ao término, misture com o creme frio, coloque na forma DELICADAMENTE, para que a calda de chocolate não se misture ao creme, mas sim que fique por baixo e leve de volta ao freezer por 12 horas. Para desenformar, retire meia hora antes de servir. Delicie-se!

Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo!

9 comentários :

  1. Pra mim, "comida de alma" é p pãozinho recém saído do forno (sim, as 22:50) que eu estou comendo com a minha filhota no sofá da sala assistindo a qualquer coisa na TV...mas pode ser esse sorvetão delícia também, pois calor aqui é o que não nos falta...

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Aninha, comida de alma é aquela que sempre acalenta, que trás a lembrança boa. Outro dia, depois de anos, sozinhas, minha mãe e eu, coisa rara de acontecer nos dias de hoje, de mais irmãos e a netarada, ela cortou um tomate em 2 partes, passou com a ponta do dedo um pouquinho de sal em cada uma e ofereceu uma pra mim e comeu a outra metade. Isso ela fazia quando eu era criança. Na hora veio tudo de gostoso de volta, dos bons tempos, da inocência, de se sentir protegida.
    Tem também aquela comida DA alma, a qual eu tento me nutrir, bons pensamentos, boas palavras, boa conduta. Mas aí já o papo vai longe.
    Querida, e esse sorvetão? Diria me traria coisas muito boas ao saborear aos bocados.

    Muitos beijos, um dia vou conhecer Bebella também...rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ana, comida da alma para mim é aquela que me sossega o coração e me traz de imediato lembranças de quando eu era criança. E olha que legal seu texto veio em uma semana que tenho tido muitas comidas da alma, nossa como é bom...
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Nossa super fácil Ana e maravilhosa essa receita, amei
    Bjs e um excelente dia
    Vivi
    www.viviass.blogspot.com
    www.meublogdereceitasfavoritas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Para mim comida de alma tem passado, presente e futuro, como as receitas que você citou Ana. Ou seja, não morrem jamais...
    Essa é uma que, de vez em quando, passa por aqui (sem essa de Teledomingo, rs...)
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Adoro esta receita. Como você disse, existem diversas variações, e todas igualmente maravilhosas. Não faço este sorvetão há muito tempo, mas confesso que fiquei com vontade :)

    ResponderExcluir
  7. Adoro esse sorvetão, já fiz algumas vezes. Minha "comida da alma", são as preparadas pela minha mãe, em especial, o arroz doce ou um mingauzinho de leite com caldinha de caramelo, simples, mas amo. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu comi! Eu comi! Eu comi!
    Está aprovadíssimo!

    Beijos e queijos, Aninha!

    ResponderExcluir
  9. Aninha!
    Minha Tia faz uma sobremesa semelhante, vou publicar no domingo. Ela é divina né? Amo essa receita! A tua ficou linda!

    Bjus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...