Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Lombo de Porco Recheado com Banana e Cuscuz Marroquino com Açafrão e Frutas Secas



















Oi, gente! Antes de mais nada, eu quero desejar a todos um Feliz Natal! Com tudo o que ele implica! E lembre-se que Natal não é sinônimo de presente!!!! Natal é sinônimo de Nascimento...para o novo, para uma vida nova, iluminada...nascimento de uma nova pessoa, de novas formas de ver o mundo ( e quem sabe ajudar a deixá-lo melhor?)! É sinônimo também de PAZ, ESPERANÇA, RENOVAÇÃO E COMUNHÃO! Comunhão entre povos, pessoas, família! Você já contou ao seu filho a verdadeira história do natal? E a do Papai Noel? Conte...ensine...faz um bem enorme para ti, para a criança e para crença no Espírito de Natal...conte...porque enquanto houver uma pessoa que crê, o Espírito de Natal não findará!!!

Nesta ceia, resolvi fazer uma receita que vi no programa COZINHA PRÁTICA - especial de Natal! Adorei assistir...e fiquei com água na boca só de olhar! Então, decidi que este seria o prato principal da ceia. Mas não fique triste não...se come porco TAMBÉM NO ANO NOVO! Então, se tiveres vontade, faça! Ficou delicioso!

ATENÇÃO: Vou colocar a receita DO LOMBO TAL E QUAL está no site, pois se você tiver preguiça de ir lá, já está aqui! Porém SUGIRO QUE VOCÊ VÁ LÁ, porque tem o VÍDEO, no qual a Rita Lobo ensina direitinho a fazer! O CUSCUZ, fiz como eu achei melhor e de modo que combinasse com o sabor agridoce do lombo.

O LOMBO:

Para fazer a marinada:


Você vai precisar de:

1 peça de lombo de 1,3kg (sem a capa de gordura)
1 abacaxi
1/2 pimentão vermelho sem semente
1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
1 xícara (chá) de vinho branco (eu usei tinto seco - não tinha o branco!)

Faça assim:

 
Descasque e corte o abacaxi em pedaços médios. Fatie o pimentão em tiras finas. Bata no liquidificador até formar um suco rosado. Sobre uma tigela, passe o suco pela peneira, pressionando com as costas de uma colher para extrair todo o líquido. Despreze as fibras.
Em uma tigela, misture o vinho branco com uma xícara de chá do suco de abacaxi com pimentão e reserve o restante na geladeira.
Para abrir o lombo em uma manta retangular, coloque a peça sobre a tábua com uma das pontas de frente para você. Da direita para a esquerda, com uma faca bem afiada, corte na metade ao longo de toda a lateral, até chegar a cerca de 3cm do fim – imagine que você vai abrir as duas metades, como se fosse um livro. Se for canhoto, corte da esquerda pra direita. 
Cubra a manta aberta com filme. Com uma panelinha pesada (ou com um batedor de carne) bata e ao mesmo tempo empurre a carne do meio para as laterais. O objetivo é ir afinando o lombo, até que fique com cerca de 1,5cm de espessura. Cuidado para não afinar demais a carne.
Transfira a carne para uma assadeira e espalhe o açúcar mascavo, massageando bem os dois lados. Regue a carne com a mistura de vinho e suco de abacaxi com pimentão, cubra com filme e deixe marinar fora da geladeira por apenas 30 minutos. Se quiser deixar a carne marinando por mais tempo, leve à geladeira, mas não deixe passar de 4 horas.

Como preparar o lombo:


Você vai precisar de:


500g de bacon fatiado
3 dentes de alho
1 e 1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de cominho 
2 bananas-da-terra maduras
Sal e pimenta-do-reino (a gosto)
Barbante de algodão (para amarrar)

Faça assim:


Cerca de 20 minutos antes de assar o lombo, preaqueça o forno a 250ºC (temperatura alta). Sobre a tigela com o suco reservado, coloque um escorredor ou peneira grande. Transfira o lombo e deixe a marinada escorrer. Junte também a marinada que ficou na assadeira.
Enquanto isso, em um pilão, bata os dentes de alho com o sal e o cominho até formar uma pastinha.
Cubra com filme uma superfície de trabalho maior que a manta de lombo. Sobre o filme, sobreponha as fatias de bacon, formando um escama (deixe o lado com mais gordura para cima), até criar um retângulo um pouco maior que o tamanho da manta.
Coloque a manta escorrida sobre a camada de bacon, com a lombada (o meio que não foi cortado) paralelo às tiras. Centralize a manta e espalhe a pasta de alho e tempere com pimenta-do-reino moída na hora a gosto.
Descasque as bananas e corte uma ponta de cada, na diagonal para facilitar o encaixe de uma na outra. Coloque as bananas a cerca de três dedos da borda da manta, no sentido perpendicular ao bacon. Tempere as bananas com sal e pimenta-do-reino e enrole o lombo, com auxílio do filme, apertando para ficar bem justinho.
Corte 10 pedaços do barbante, com cerca de 15cm cada, e distribua na assadeira com 3cm de espaço entre cada um. Coloque o lombo, com a emenda para baixo, sobre os barbantes. Amarre as pontas de cada com um nó e corte as sobras.
Leve ao forno preaquecido por apenas 18 minutos. Isso serve para selar a carne e evita que ela resseque ao assar. Após os 18 minutos iniciais, retire a assadeira do forno e cubra com papel-alumínio. Reduza a temperatura para 160ºC (temperatura baixa) e volte o lombo para assar, coberto, por mais 40 minutos.

Para o molho e a montagem:


Enquanto o lombo assa, prepare o molho. Numa panela média, junte a mistura reservada do líquido da marinada com o suco de abacaxi e leve ao fogo alto. Com uma concha, retire a espuma que for se formando na superfície. Assim que começar a ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Desligue.

Retire o lombo do forno, transfira para uma tábua, mas mantenha coberto com o papel-alumínio. Junte cerca de 3 a 4 colheres dos líquidos que se formaram na assadeira ao molho e volte a panela ao fogo alto, apenas para misturar e aquecer bem. Se quiser, passe o molho pela peneira.
Com uma tesoura, corte e descarte os barbantes amarrados no lombo. Sirva a seguir com o molho (eu não servi o molho porque deixei secar a panelinha com ele dentro...se foi o meu molho!!! - eu servi com o cuscuz!)



O CUSCUZ

Você vai precisar de:

1/2 xíc. de chá de cuscuz
1/2 xíc. de chá de água quente
1 col. de café de cúrcuma
1 punhado de uvas passa (não importa a cor)
1 punhado de tâmaras sem caroço picadas
1 punhado de nozes picadas (mas pode ser amêndoas, castanhas, macadâmias...)
sal a gosto
pimenta do reino moída na hora a gosto
azeite de oliva extra virgem
1 col. de chá de vinagre balsâmico

Faça assim:

Num bowl, coloque o cuscuz. Meça a xícara de chá, misture nela a cúrcuma e despeje sobre o cuscuz sem mexer. Abafe com uma tampa ou filme plástico e deixe hidratar...sem mexer por 5 minutos. Passado este tempo, coloque um fio de azeite de oliva e mexa só um pouco com um garfo, para soltá-lo. A partir daí, misture os demais ingredientes, tempere com o sal e a pimenta do reino e faça a guarnição do lombo. Sirva.



Bem, espero que tenham gostado! Nós aqui, amamos!
Um Feliz Natal a todos!
Um beijo...e um queijo!

Antepasto de Berinjelas





Este antepasto faz sucesso! É gostoso, saudável, leve e fresco! Ótimo para as festas de final de ano e para aperitivo de fim de tarde...imagina: torradinhas com este antepasto, cervejinha gelada...hummmm!  Prove você também!!!

Você vai precisar de:

1 berinjela média 
Azeitonas verdes
Azeite extra virgem de Oliva
Sal q.b*.

Faça assim:

Corte a berinjela em fatias. Abafe-a em banho-maria até ferver e cozinhar - sem desmanchar! Dê um leve "pulsar" no liquidificador apenas para quebrá-la...não para virar patê! Pique azeitonas a gosto (umas 15-20) e incorpore à berinjela. Salgue a gosto e coloque azeite de Oliva (+/- 1 a 2 col. de sopa). Sirva sobre torradinhas.


*q.b = "quanto baste".

Por hoje é isso, queridos!
Um beijo...e um queijo!

Pão de Linhaça e Chia






Hoje, aqui em casa, foi dia de fazer pão! E pão delícia! Este pão é muito bom, as crianças adoram e...sua receita SEMPRE dá certo. Já fiz em outras versões, como AQUI,  AQUI e AQUI. e e todas ficaram muito boas! Hoje, resolvi publicá-lo porque me dei conta de que não o tinha feito ainda!!!! Como não???? Esqueci!!! Então, para quem quiser um pão extremamente saudável (para ser completo, só faltou ser integral!), tá aqui!
Para saber mais sobre a LINHAÇA, clique AQUI. E para saber mais sobre as propriedades nutricionais da CHIA, clique AQUI.

Você vai precisar de:

30 gr. (2 tabletes) de fermento para pão em temperatura ambiente
1 xíc. (chá) de leite morno
1 xíc. (chá) de água morna
1 xíc. (chá) de óleo (um pouquinho menos)
1 col. de sopa de manteiga em temperatura ambiente

2 col. de sopa de açúcar
1 col. de sopa de sal
3 ovos
1 xíc. de chá de farinha de linhaça dourada
1/2 xíc. de chá de sementes de chia
1 kg de farinha de trigo +/- (até dar o ponto)


Faça assim:

Em uma tigela, esfarele e misture o fermento no leite morno até desmanchar. Adicione os demais ingredientes nesta mesma tigela, exceto a farinha.

Passe para uma "bacia", e coloque farinha mexendo sempre até ficar em ponto de amassar com as mãos. Lave bem as mãos e amasse, misturando bem tudo. Faça uma bola dentro da bacia e tape, colocando no forno FRIO para crescer por uma hora mais ou menos. Retire, e amasse sobre uma superfície plana, colocando mais farinha conforme for necessário. Modele os pães, e deixe crescer por mais 30 min. dentro do forno. Ligue o mesmo, a 180°C e coloque os pães para assar até que fiquem bem douradinhos - no meu forno deu 30 minutos.

Por hoje é isso, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Bolo Salgado sem Glúten e (quase) sem Lactose




Esta receita é básica para se colocar "n" sabores! É só trocar o recheio! As modificações para a versão normal (com glúten e com lactose) colocarei abaixo, no item "OBS".
O bolo fica muito bom, e o recheio pode ser bem variado: pode ser aquela carne moída que sobrou do almoço; pode ser de sardinha, de salada...use a criatividade!

Você vai precisar de:

2 xícaras de chá de leite (usei Elegê 90% menos lactose)
1 xícara de chá óleo
3 ovos
1 xícara de chá de amido de milho (usei maizena)
1 xícara de chá de farinha sem glúten (mistura pronta para a substituição em bolos, pães, massas...eu usei "Mistura Fácil" da marca Sabor Vital)
1 colher de sopa de fermento em pó
1 col. de sopa de sal

Faça assim: 

Bata tudo no liquidificador. Reserve. Unte uma fôrma média.

Recheio: Pique 1 cebola pequena, 2 tomates, 1/2 pimentão vermelho.  Coloque numa tigela e adicione100 gr. de queijo fresco ralado (aqui foi usado queijo de ovelha da Casa da Ovelha, tipo pecorino toscano fresco) e 100 gr. de presunto ralado. Misture e reserve.

Montagem : Coloque a metade da massa na forma. Espalhe em seguida o recheio por cima. Coloque em cima do recheio a outra metade da massa. Leve ao forno por 30-40 minutos ou até assar e ficar dourado. 
OBS: Para fazer o bolo de forma normal, é só trocar a farinha especial por farinha de trigo normal , usar leite integral normal e o queijo que mais lhe agradar (mussarela, prato, fontina, gruyére...)


Por hoje é isso, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Pão sem glúten, sem ovo e sem leite







Coisa triste quando a gente está experimentando e INVENTANDO novas receitas e não é falimiarizada com os ingredientes, não é? Mas eu chego lá! Este pão REALMENTE ficou saboroso...PORÉM, eu não sabia como a massa ia se comportar - por não conhecer as misturas sem glúten - e dividi-a em 2 formas de pão. Não precisava! Não cresceu muito! Podia ter colocado em uma forma só...então, ele ficou baixinho!

MAS ficou saboroso, cheiroso e crocante! Vou fazer de novo sim!
Quer a receita? Aí vai ela!

Você vai precisar de:

3 1/3 xícaras de farinha de aveia (COMPRE SEM GLÚTEN) - ela DEVERIA SER, POR NATUREZA SEM GLÚTEN, mas CONTAMINA-SE nos moinhos, pois  é armazenada onde antes tinha o trigo!!!
1 colheres de sopa de fermento granulado para pão
1 1/2 xícaras de água morna 
1/2 xícara de azeite 
1/2 xícara de melado
1/2 xícara de amido de milho 
1/2 xícara de farinha de arroz  
2 colheres de chá farinha de linhaça (linhaça moída na hora) 
1 pitada de sal 

1/2 colher de chá de canela 

Faça Assim:

Unte e enfarinhe COM FARINHA DE ARROZ uma forma de pão.
Num bowl, misture o fermento e  a água e deixar repousar durante 10 minutos. Enquanto isso, em outra tigela, misture todo o resto.
Passado o tempo de descanso do fermento, misture-o à massa e mexa bem com uma colher de pau. 
Coloque na forma e leve para descansar de novo por 30 minutos dentro do microondas. 
Retire e leve assar por mais ou menos 30-40 minutos em forno PRÉ AQUECIDO a 180ºC.


Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Leite de Castanhas do Brasil


Cada vez mais me aproximando da dieta vegetariana...um passinho por vez! Tenho feito descobertas incríveis!!!! Tenho feito incursões pelo mundo das comidas integrais, orgânicas, sem glútem, sem lactose...tenho aprendido, errado, me informado, feito experiências! Uma das mais legais que eu encontrei foi fazer os leites vegetais! Nossa...uma delícia! E podemos fazer tudo com eles! 

Seus sabores também podem ser bem variados: CASTANHAS, AMÊNDOAS, QUINUA, CASTANHA DE CAJÚ, LINHAÇA, ARROZ INTEGRAL, AMENDOINS, NOZES, SEMENTE DE ABÓBORA, SOJA, AVEIA, GERGELIM, GIRASSOL! 

Ainda, podem ser uma opção alimentar para quem quer diminuir o consumo de leite animal ou mesmo retirá-lo do cardápio diário. E ao adotar novos leites em sua vida, você não vai sofrer por falta de nutrientes e ainda poderá ganhar em fibras, minerais e saúde.

Pesquisando, descobri que as castanhas-do-pará são chamadas de  "pílulas da felicidade". Cada uma possui 60 mcg de selênio, um importante antioxidante que varre as impurezas das células. Contám ainda vitaminas E e B1, que exercem papel importante no metabolismo das proteínas e na geração de energia. É um dos leites mais saborosos...como diz na Revista dos Vegetarianos, "é como tomar leite vindo direto da castanheira"!

Os leites vegetais podem ser usados para tudo, no lugar do leite animal. O resíduo, isto é, o que sobra das sementes, pode ser usado para incrementar bolos, sopas, mingaus, em massas de liquidificador para tortas salgadas, assados, na confecção de pães e tortas e vitaminas. Os leites vegetais não aguentam temperaturas altas. Conserve-os em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido.

Para fazê-lo você vai precisar de:

1 xíc. de chá cheia de castanhas do Brasil
4 xícaras de chá de água filtrada + um pouco para deixar as castanhas de molho.
1 pano limpo de prato (ou tecido de fralda)

Faça Assim:

Lave as castanhas e coloque-as em um pote com água até ficarem submersas. Tampe o pote e deixe de molho por 8 horas no mínimo.

Passado o tempo de molho, coe as castanhas DESCARTANDO a água do molho e lavando-as bem. Coloque-as no liquidificados com as 4 xíc. de água. Bata bastante, até desmanchar tudo. 
Numa tigela, coloque o pano e vire a mistura sobre o mesmo. Junte as pontas do pano e esprema-o bem, até sair todo o leite. Separe o resíduo para ser usado em outras preparações e volte a coar mais uma vez.
ESTÁ PRONTO. Guarde o seu leite na geladeira em um recipiente fechado por até 3 dias.
Bom proveito!

Informações retiradas e adaptadas DAQUI. Se quiser saber mais, acesse o link.

Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo.

Bolo de Coco de Liquidificador e a busca pela Excelência Alimentar









Eu adoro fazer coisas delicious para a minha família e trazer para vocês...porém ultimamente, ando em uma vibe um pouco diferente...estou muito interessada e pesquisando a comida VEGETARIANA e também as preparações FUNCIONAIS! Pesquisando sim, porque quero trazer para este blog além das receitas, a fundamentação!!! Bem...porquê devemos mudar a alimentação; como fazer isso; como fazer uso dos alimentos funcionais; como por exemplo: você sabe para que serve a GOMA XANTANA que é usada nas preparações de bolos, pães e outras coisitchas??? Pois é...não só fazer, como ensinar a usar!!!

Tudo isso para que eu, a minha família e você vivamos mais e com melhor qualidade no que se refere à alimentação! Você lembra da máxima: "você é o que você come?" Pois eu acredito muito nisso!

Em dezembro participarei de um curso de CULINÁRIA FUNCIONAL com a chef funcional LIDIANE BARBOSA, e espero aprender bastante coisa, para poder trazer para vocês...AFINAL, DE QUE SERVE O CONHECIMENTO SE NÃO PODEMOS PARTILHÁ-LO???

Por isso é que tenho vindo pouco por aqui...porém, não vou deixar o blog no esquecimento, não...apenas estou TALVEZ, reformulando o modo de ver a alimentação ( como já devem ter percebido através de vários textos anteriores a este!!!).

Para hoje, trago este bolinho delicioso, não muito doce, feito com farinha de trigo normal e integral (50/50) e óleo de coco...ficou bárbaro! Ótima pedida para o lanche da tarde com um chá ou um cafezinho! Receita adaptada DAQUI.

Você vai precisar de:

4 ovos grandes 
1 lata de leite condensado
100 gramas de coco ralado
2 col. de sopa cheias de óleo de coco
1 colher de sopa de fermento em pó
1 pitada de sal
1 xícara de farinha de trigo cheia ( 1/2 de normal e 1/2 de integral)

Faça Assim:

Unte e enfarinhe uma  forma pequena de furo no meio. Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Bata no liqüidificador os ovos, o leite condensado, o óleo, e o coco ralado. Num bowl, peneire a farinha, o fermento e o sal. Misture com uma colher. Despeje a mistura do liqüidificador na de farinha e mexa só até misturar. Não bata, para não ativar o glúten. Coloque na forma e leve para assar por +/- 35 minutos. Desenforme depois de frio.

PS: Reparou na toalhinha de patchwork embaixo do bolo? Terminei hoje!!! Ficou um mimo!!!

Por enquanto é só, pessoal! 
Um beijo...e um queijo!

Strogonoff




Versão com milho se SEM champignons


Adolescentes na aula de culinária - fizeram, comeram e limparam tudo!!! ;)



Versão sem milho e com gengibre e champignons


Crianças, adultos...adoram Strogonoff...prato fácil, rápido e muito nutritivo! Vamos ver uma receita  "que todo mundo sabe fazer"  BUT... tenho certeza que por aí, neste mundão de Deus, há de haver  alguém que não sabe nada sobre Strogonoff (ou Stroganov, ou ainda Estrogonofe) e sobre como se faz o dito! Então...é para ESSAS PESSOAS que eu posto aqui!

*Postagem publicada no meu outro blog "MISS BEBELLA" e transferida para cá ( o outro será desativado em breve!)


HISTÓRIA DO STROGONOFF (para quem gosta, senão pula já para a receita abaixo, ok???)

O Strogonoff é um prato de origem russa; na verdade, chamava-se Stroganov.
Tudo começou no século XVI por meio da alimentação dos soldados russos, os quais comiam rações de carne cortadas em barris com sal grosso e aguardente para preservar o alimento. Por meio de um cozinheiro do Czar russo Pedro, o Grande, a comida foi melhorada e refinada. O general que protegia o cozinheiro se chamava Strogonov; daí surgiu a idéia de dar tal nome ao prato.Posteriormente, com a Revolução de 1917 e a imigração dos russos para a Europa, a receita chegou à França, onde foi refinada mais ainda, chegando à forma que conhecemos atualmente. O sucesso do Strogonoff é tão grande, que junto com a lasanha e o filé à parmegiana, é atualmente um dos dez pratos mais vendidos no mundo.

ESTROGONOFE - Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O estrogonofe é bastante popular no Brasil, onde tem muitas variações como o uso de carne de frango, com camarões. A principal característica do estrogonofe brasileiro é o uso de molho de tomate misturado com o creme de leite. Além disso, é quase sempre servido com uma porção de arroz (branco ou à grega), enquanto que na Rússia era geralmente servido com batatas cozidas.


Existem várias explicações para o nome desse prato, presume-se que seja derivado do nome de algum membro da grande e importante família Stroganov, talvez Alexander Grigorievich Stroganoff ou Odessa ou o diplomata, Conde Pavel Stroganov.[2]. Outra versão diz que o nome do prato viria de uma rica família de Veliky Novgorod, próxima a São Petersburgo, de amigos de Voltaire e influentes junto a Catarina, a Grande. A iguaria teria sido criada no século XIX por um cozinheiro francês que trabalhava para essa família. Uma competição de 1890 é algumas vezes mencionada por ter "batizado" o prato, mas tanto a receita quanto o nome existiam antes desse evento.

 OUTRA VERSÃO DA ORIGEM DO "STROGONOV" - Prato de origem russa. Seu nome original é Strogonov. No século XVI, na Rússia, os soldados levavam sua ração de carne, cortada em nacos, em grandes barris, debaixo de uma mistura de sal grosso e aguardente para preservar. Coube a um cozinheiro do czar Pedro, o Grande, que era protegido do general Strogonov, melhorar e refinar a mistura. Com a Revolução de 1917 e a emigração dos russos brancos, a receita chegou a França, onde foi refinada, chegando a forma atual. 

Fonte: "Comida e Civilização" de Carson I.A.Ritchie


* Você vai precisar de:

1 cebola cortada bem picadinho
2 col. de sopa de azeite de oliva extra virgem
1 dente de alho descascado e cortado bem picadinho
1/2 pimentão vermelho cortado bem picadinho
3 tomates cortados em cubos 
200 gr. de champignos cortados em lâminas (para quem não gosta, pode substituir por palmito, milho...ou simplesmente excluir)
salsa a gosto em bem picadinha
700 gr. de patinho, ou coxão de dentro ou mesmo filé mignon,  cortado em cubos
1/2 copo americano de vinho tinto (eu não uso)
Sal  marinho a gosto
200 gr. de creme de leite (ou a gosto do freguês – iogurte, requeijão) - olha, sem frescura com o creme de leite, ok? Seja da lata, fresco ou de caixinha, BLZ!

Faça assim:

Aqueça o azeite. Coloque a cebola e o alho. Mexa e dê uma leve refogada.  Espere até ela ficar meio transparente ( não deixe queimar,por favor!) . Incorpore a carne, mexendo para fritar por igual (agora, seria a hora de adicionar o vinho e deixar ferver por uns 5 minutos). Adicione os pimentões e os tomates. Mexa e tampe a panela. O tomate vai liberar bastante caldo. Destampe e deixe secar um pouquinho. Adicione o tempero verde e o sal, tampe e deixe cozinhar uns 20-30 minutos em fogo baixo (enquanto isso, faça o arroz  e a salada). Após este tempo,  incorpore o champignon. Deixe mais 10 minutos. Destampe a panela e veja se tem muito caldo...se tiver deixe-a destampada e cozinhe mais um pouco para secar. Por último, desligue a panela e adicione o creme de leite. Desligar a panela é muito importante, pois se o creme de leite ferver, ele talha (isso vale também para o iogurte ou o requeijão!).

Bon Appétit !!!!
Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo!!!

Tabule de Quinoa! Uma delícia muito nutritiva!!!



Quando o assunto é SALADA, muitas pessoas viram o nariz (ainda mais com estes grãozinhos aí!) ...outras só querem...e outras ainda, são indiferentes! Em qual time você se encaixa?

Mas ó...a quinoa é tudo de bom! Sério!!! Olha só do que ela é capaz: 

Considerada um dos alimentos mais completos em nutrientes pela Academia de Ciências dos Estados Unidos e pela Organização das Nações Unidas, equiparando-se apenas ao leite materno, ela previne a osteoporose e o câncer de mama.

"O grão tem a quantidade ideal de calorias, proteínas, gorduras e carboidratos", diz Jaime Amava Farfan, coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação da Universidade Estadual de Campinas (SP). Além de grãos, a quinoa também é encontrada em forma de flocos ou farinha.

Rica em fibras, a quinoa dá a sensação de estômago cheio, fazendo dela um auxiliar da dieta. E os fitoestrogênios, substâncias naturais que "imitam" a ação do estrogênio no organismo, ainda combatem os sintomas da TPM e da menopausa.

O grão pode ser misturado em sopas, saladas, sucos, risotos, pães, bolos e tortas. Se for consumir em forma de flocos, polvilhe no iogurte, em vitaminas e na salada de frutas. Já a farinha de quinoa pode ser usada como base para pães, pudins, mingaus e biscoitos.

Outros benefícios da quinoa para a saúde da mulher são: regular o intestino; aumentar a disposição; retardar o envelhecimento; recuperar as fibras musculares; controlar os níveis de colesterol, glicemia e triglicérides no sangue; combater a anemia, problemas urinários e doenças do fígado; além de prevenir a osteoporose, câncer de mama, doenças do coração e outras alterações decorrentes da carência de estrogênio na menopausa (texto retirado DESTE site).

Por tudo isso, e me preocupar muito com o futuro, hoje trago uma sugestão de salada deliciosa: Tabule de Quinoa!  Experimenta...assim como eu você vai amar!!! 

Receita adaptada DAQUI.

Você vai precisar de:

1 xícara (chá) de quinua real em grãos
1 tomate sem sementes, cortado em cubinhos
1 cebola média picada
½  pimentão vermelho picado
2 dentes de alho grande picado
3 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de hortelã picada
suco de 2 limões
2 colheres (sopa) de azeite
2 xícaras (chá) de água
sal a gosto


Faça assim:
Numa panela, coloque a quinoa real e a água. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 25 minutos até a água secar, com a panela entreaberta. Transfira a quinoa para uma tigela e deixe esfriar.

Na tigela com a quinoa, misture todos os outros ingredientes e mexa bem. Leve à geladeira.
Um pouco antes de servir, tire o tabule da geladeira e deixe descansar um pouco à temperatura ambiente. Para servir, você pode fazer uma "gracinha" e modelar a salada em um potinho e virar no prato! Para decorar, usei um galhinho de hortelã! 

OBS: Não deixe de colocar a hortelã!  Faz “A” diferença!

E então? Aventure-se você também em busca de novos sabores!!!

Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Sanduíche Light de Atum







Hoje bateu uma fome...mas uma fome perto da janta, que eu seria capaz de devorar o que aparecesse pela frente! Então, resolvi fazer um sanduíche com o PÃO DELÍCIA QUE EU GANHEI DA SOGRA, usando um patê light...assim, poderia abusar um pouquinho, não é?
Vamos lanchar?

Você vai precisar de:
Pão de sanduíche integral, ou comum, ou pão caseiro
3 col. de sopa de cebolinha picada
2 dentes de alho picados
1/4 de cebola grande picada
1 lata de atum light (conservado em água e sal) ralado
4 col. de sopa de milho verde em conserva ( fechei um olho para a minha convicção de não comer nada industrializado)
3 col. de sopa cheias de maionese light OU requeijão (fechei o outro olho!!!!!!!!!!!!)
1 col. de chá cheia de mostarda de Dijon ( pode ser a tipo americana normal, que usamos para comer cachorro quente!)
4 folhas de alface lisas "rasgadas" - eu não tinha.
sal q.b

Faça Assim:

Num bowl, misture tudo, menos o sal e a alface. Prove e vá colocando sal aos poucos até ficar do jeito que gostar! Leve à geladeira para gelar um pouquinho.

Montagem:
Na fatia de pão, coloque o patê. Disponha a alface por cima. Feche o sanduíche e...mande ver!!!!


Por hoje é isso, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Salada Contemporânea


Esta salada é muito saborosa e deliciosa, está sempre presente nos encontros da nossa família (almoços de domingo, aniversários...), porque faz o maior sucesso! Ela traz uma novidade que poucos já comeram, mas que quando provam, ficam admirados: brócolis e couve flor CRUS!!! São crocantes e deliciosos! Prove você também!

Você vai precisar de:

alface lisa
alface mimosa roxa
couve flor CRUA
brócolis CRU
manga
chicória roxa
carambola 
Rúcula
Radiche

tomate
Vinagre balsâmico q.b.
Vinagre de vinho tinto q.b.
Azeite de Oliva q.b.
Sal q.b.

Faça assim:

Lave a quantia que quiser de cada um dos ingredientes. Separe os brócolis e a couve flor em pequenos "floretes" e deixe-os de molho na água com vinagre por 15 minutos. Enxágue-os. Pique a manga e corte a carambola em rodelas finas. Corte o (s) tomate (s)  em 8 partes iguais (como gomos) e retire as sementes. Misture meio a meio os vinagres, na quantia que vais usar para regar a salada.
Numa tigela, rasgue grosseiramente as verduras. Adicione o restante dos ingredientes. Regue a salada com o azeite , o vinagre preparado e o sal. Mexa para misturar bem!

OBS:pode incrementar esta salada com raspas de queijo parmesão, ou fontina, ou pecorino e croutons...fica de-li-ci-o-so!!!!


Agora é só se deliciar!

Por enquanto é só, amigos! Bom domingo!

Um beijo...e um queijo!

Escondidinho de Mandioquinha










E na escola MISS BEBELLA, as adultas continuam firmes e fortes cozinhando! Aqui vai mais uma sugestão de almoço rápido, fácil e delicioso! As crianças ADORAM! Como dica, para o purê, podem ser usadas batata; batata doce; inhame e abóbora. Receita ADAPTADA daqui .

PS: Postagem do meu outro blog - Miss Bebella, que transfiro para cá. O outro será eliminado.


* Carne moída

Você vai precisar de:

- 500 gr. de carne moída - usei coxão mole

- 1 cebola cortada em cubinhos 
- 1 dente de alho picado
- azeite de oliva para refogar
- orégano a gosto
- 2 colheres (sopa) de molho inglês
- sal e pimenta a gosto- não coloquei a pimenta
Além disso, reserve um pouco de queijo mussarela ralado para colocar entre a carne e o purê.

Faça assim:
Numa panela com o fogo alto refogue a cebola no azeite. Quando a cebola estiver transparente acrescente o alho e deixe dar uma leve fritadinha. Após, adicione a carne. Deixe fritar bem. Acrescente os temperos. A carne vai liberar água, continue cozinhando até a água secar. Reserve




* Purê de mandioquinha ou batata-baroa 

Escolha a quantidade que quiser...eu fiz 800 gr.


Faça assim:

Tire a casca das mandioquinhas, corte em pedaços e coloquei para cozinhar. Depois de cozida, escorra a água e amasse com um amassador de batatas ou um garfo.  Adicione um pouco de leite e uma colher (sopa) de manteiga, e acerte o sal. Reserve.

* Montagem do prato
Carne no fundo da travessa, em seguida distribua o queijo mussarela ralado, e por último, o purê. Polvilhe parmesão e coloque pra gratinar.



Por enquanto é isso!
Um beijo...e um queijo!