Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mil Folhas com Geleia de Damascos ou Mais da Mesma!









Oi, amigos! Amanhã teremos um almoço na casa de amigos, então fiquei de levar a sobremesa. Desta vez, resolvi trocar a geleia...fiz de damascos. E ó...ficou lindíssimo o doce ( e creio que delicious também!!!) .  Tomorrow we'll see...we will prove!!!
Então...o modo de fazer o doce está AQUI. A receita da geleia de damascos, deixo neste post para vocês se deliciarem! Um beijo e um ótimo final de semana!

Geleia de Damascos Secos

Você vai precisar de:

700 gr. de damascos secos picados 
500 ml. de água
500 gr. de açúcar
Suco de 1 limão siciliano
1 col. de chá de extrato de baunilha (eu usei o orgânico e natural...não o artificial)

Faça assim:

Coloque tudo numa panela e leve cozinhar. Marque 25 minutos a partir do ponto de fervura, mexendo de vez em quando. Faça o teste do pires. Se estiver no ponto que desejas (como foi o meu caso). Desligue e espere esfriar. Faça o resto como a receita indicada no link citado no texto acima.

Enjoy!!!

Comida de Alma e um SORVETÃO para espantar o calor!







Todos nós sabemos o que é COMIDA DE ALMA, a Comfort Food, não é? Você sabe, não sabe? Então porque será que é tão difícil (e tão fácil) descrevê-la em palavras? Quando nos perguntam, logo pensamos: é aquela comida que conforta, que aconchega, que nos trás lembranças da infância...imediatamente nos lembramos do cheirinho da canjinha da nossa mãe, do purê de batatas, do arroz doce, do macarrão cabelinho de anjo...mas você consegue descrever mais que isso? A Revista Pais e Filhos tem até uma coluna mensal que se chama "Comida de Alma" - aliás, eita coluna delicious!!!

A Nina Horta, em seu livro "Não é Sopa", nos diz que: “Comida de alma é aquela que consola, que escorre garganta abaixo quase sem precisar ser mastigada, na hora da dor, de depressão, de tristeza pequena(...)Dá segurança, enche o estômago, conforta a alma, lembra a infância e o costume. É a canja de mãe (...), o macarrão cabelo-de-anjo cozido mole e passado na manteiga. O caldo de galinha gelatinoso, tomado às colheradas. São as sopas. O leite quente com canela, o arroz-doce, os ovos nevados, a banana cozida na casca, as gelatinas, o pudim de leite.” 

Outra pessoa diz( se vocês souberem que foi que disse isso, por favor me informem, tá?) : “aquela que carrega nossos sentidos para outra dimensão.”

E...sim...é tudo isso o que eu penso e o que você pensa (e que talvez não consiga por em palavras); inclusive eu penso que a Nina colocou muito bem as palavras! 

Mas e VOCÊ?  O quê para você, é comida da Alma??? Você consegue me responder? Qual é a SUA comida da Alma?

Para mim, esta é mais uma delas...fora o arroz doce, a canja de galinha, o bolo de chocolate...
Minha mãe chamava esta receita de SORVETÃO...mas eu havia perdido o papel no qual tinha anotado...(coisa de uns 25 anos só!!!) então perguntei às minhas "amiguíssimas" do Facebook  e elas prontamente atenderam ao meu pedido - aliás, eu quero agradecer à TODAS viram, meninas! Choveram receitas...das mais variadas formas e jeitos de fazer. 
Acabei escolhendo uma que as minhas amigas Ana Carmen Bastos e Christiane Hollweg fazem de forma muito parecida, e fácil. Obrigada gurias!
Então...sem mais "delongas"...

Sorvetão

Você vai precisar de:

1 lata de leite condensado
2 vezes a mesma medida de leite de vaca
6 gemas
1 col. de chá de essência de baunilha
6 claras 
8 col. de sopa de açúcar
10 col. de nescau (achocolatado ou chocolate em pó )
1/4 de xíc. de chá de leite


Faça assim:
Em uma panela, misture os 4 primeiros ingredientes e coloque cozinhar, mexendo sempre até virar um creme. Coloque para esfriar.

Depois do creme ter esfriado:
Caramelize uma forma GRANDE de pudim. Coloque no freezer para dar uma esfriada. Enquanto isso, faça uma calda com o nescau e o 1/4 de xíc. de leite. Coloque em cima do caramelo na forma e leve ao freezer.

Coloque as claras na batedeira e bata em neve firme. Quando ficar firme, ainda batendo, vá adicionando as 8 col. de açúcar de uma em uma, batendo sempre. Ao término, misture com o creme frio, coloque na forma DELICADAMENTE, para que a calda de chocolate não se misture ao creme, mas sim que fique por baixo e leve de volta ao freezer por 12 horas. Para desenformar, retire meia hora antes de servir. Delicie-se!

Por hoje é só, amigos!
Um beijo...e um queijo!

Mil Folhas com Geleia de Frutas Vermelhas













Desde que o Olivier Anquier fez esta receita no GNT, eu sonhava em fazer também...mas e o tempo? Nunca tinha o suficiente...e a vontade? Também não!!! Chegava na hora e me dava preguiça e então...não fazia! Mas hoje eu TINHA que fazer estas mil folhas. Motivo? A massa folhada congelada que eu tinha no freezer estava quase vencendo! E outra...eu achava sei lá porque, que era complicado! Que nada...facinho de fazer, relativamente rápido e vou fazer outras vezes, porque só de ouvir o "ai meu Deus"do meu marido ao entrar em casa e ver o doce...já valeu! E como eu disse no facebook, este doce é de cair de joelhos e fazer como a Ana Maria Braga:"hummmmm...chama os cachorros Zezinha"!!!!

Receita adaptada DAQUI.
Você vai precisar de:
400g de massa folhada congelada
3 gemas
3 colheres de sopa de farinha de trigo 
125g de açúcar
1 col. de café de extrato de baunilha
1/2 litro de leite
açúcar de confeiteiro para polvilhar

* Olhe a observação abaixo da receita.

Faça assim:

Massa:

Tire a massa da caixa e descongele deixando cerca de 15-20 minutos em temperatura ambiente. Divida a massa em 4 partes. Forre uma fôrma grande com papel manteiga. Coloque a massa na forma e leve ao forno a 200ºC até que dourem
Enquanto isso...faça:


Creme de Confeiteiro:
Coloque o leite em uma panela com o extrato de baunilha. Enquanto isso, em um recipiente, coloque o açúcar e as gemas e bata até ficar com uma cor clara. Misture também as 3 colheres de sopa de farinha de trigo e continue mexendo.  Quando o leite ferver, vá juntando aos poucos ao creme batido (não coloque o leite todo de uma vez no creme, para que os ovos não cozinhem). Leve ao fogo, e não pare de mexer até que o creme fique encorpado. Desligue o fogo e reserve. 


Geleia de frutas vermelhas:

Frutas vermelhas a gosto (eu coloquei amoras, mirtilos e cerejas na mesma quantidade)
Açúcar refinado na proporção de 70% das frutas
Suco de meio limão (usei o siciliano)
Em uma panela, leve ao fogo todos os ingredientes por +/- 25-30 minutos. Quando começar a 
ferver, abaixe o fogo e mexa de vez em quando para não grudar. Faça o teste do pires. 
Reserve.
Deixe tudo amornar: a massa, o creme e a geleia.


Montagem: aproveitando o papel manteiga em que estão as massas, retire-as com cuidado para que não quebrem e comece a montagem: disponha uma massa e passe o creme generosamente em cima, e assim sucessivamente até a última massa. NÃO PASSE CREME EM CIMA DA ÚLTIMA MASSA. Coloque com o auxílio de uma peneira, o açúcar de confeiteiro por cima da última massa. Com uma espátula grande, transfira o doce para o prato definitivo e decore com a geleia. Leve à geladeira por no mínimo umas 3 horas.


PS1: Não faça como eu: não tenha preguiça! Eu devia ter feito isso antes!
PS2: Fuja da frente do doce, se não quiser engordar...porque esse...vou te contar!!!
PS3: Amigas do face...Fui comprar um prato para colocar o doce.

Um beijo...e um queijo!

Bolo DELICIOUS de Carne







Rosbife da Mãe do Zeca Camargo


Oi, queridos! Hoje a receita não é minha, não! Ontem fomos jantar na casa do meu irmão Paulo. A esposa dele, a Mônica, caprichou para nos esperar! Fez duas receitas MARAVILHOSAS. Uma delas é o "Rosbife do Zeca Camargo", que ela viu na AMB.  

A outra, é uma receita do "caderninho de receitas"...sabe "aquele" que toda menina leva junto ao casar? Esse!!! E ó...deixa eu te te dizer: estava simplesmente DELICIOUS! Mônica...PARABÉNS! Obrigada por compartilhar esta gostosura! Um beijão!
Façam...façam que com certeza é sucesso garantido!

"Bolo Rocambole de Guisado da Mônica"

Você vai precisar de:

500 gr. de guisado
1 ovo
1 lata de milho verde
1 cenoura ralada
Cebola, cenourinha, pimentão picadinhos (não usou)
Queijo fatiado
Farinha de rosca (ela colocou meio a meio com um pacote de sopa de cebolas)

Misture todos os ingredientes, menos o queijo e o milho...até ficar no ponto de desgrudar das mãos. Estenda a "massa" sobre um plástico filme (separando um pouquinho - o equivalente a um bolinho de carne), e coloque sobre ela as fatias de queijo, o milho - ou azeitonas picadas. Enrole com cuidado  o rocambole e feche as extremidades com o guisado reservado. Unte um refratário e cozinhe em fogo a 250ºC por +/- 45 min (ela colocou por 1 hora). 
Sirva com arroz branco e uma salada verde.
Bom proveito!
Um beijo...e um queijo!!!

Bolo de Maçã, Passas e Castanhas




Hoje a tarde, no Warner Channel estava passando o filme: "DA MAGIA A SEDUÇÃO" - que eu já assisti umas 5 vezes (para quem não sabe, ele fala de bruxas e feitiços) e então, bateu "aquela" vontade de preparar algo que fosse uma verdadeira poção de amor para a minha família comer no final da tarde...e eu também, lógico!!!
Lá fui eu vasculhar a papelada solta...e encontrei a receita deste bolo que faz um bem enorme à saúde, pois contém muitas fibras e vitaminas essenciais ao bom funcionamento do organismo!
Um bolo simples, rápido e fácil e delicious...que todo mundo adora - acho que menos as crianças, pelo menos as minhas! 
Esta receita, eu tirei DAQUI e fiz umas adaptações a partir do meu gosto, e do que eu tinha em casa. Se quiseres a receita original, basta acessar o link acima, tá?

Então, você vai precisar de:

2 maçãs fugi cortadas em cubos 

1/2  xíc. de chá de uva passa 
1/2 xíc. de castanhas do pará picadas 
2 colheres de sopa de açúcar mascavo 
1 colher de chá de canela em pó  
1 ½  xíc. de farinha de trigo peneirada
1 xícara de chá de aveia média 
1 xícara de açúcar mascavo 
3  col.  de sopa de farinha de linhaça 
2 col. de grãos de linhaça 
¼  de xíc. de chá de óleo
2 ovos
1 xíc. de chá de água misturada com 1 col. de chá de extrato de baunilha


Faça assim:


1º: Misture as maçãs com casca (eu tirei as cascas), cortadas em cubos com as duas colheres de açúcar mascavo, ½ xícara de uvas passa, ½ xícara de castanhas do Pará picadas e a colher de canela em pó, reserve.


2º: Em outro recipiente misture os ingredientes secos. Agregue à mistura de maçãs, e incorpore os ovos e o óleo. A seguir, adicione a água com a baunilha, e mexa até ficar homogêneo. Despeje a massa em uma forma untada com óleo e enfarinhada, assar em forno a 180º C aproximadamente 35 minutos.

PS1: Não coloco cobertura...quase nunca...por motivos óbvios!!!
PS2: Este bolo ficou bem úmido, o que significa que tem que ser comido logo, senão azeda. O que fiz? Torrei fatias no forno e fiz "biscoito" de bolo!!!
PS3: A foto da fatia deveria ter uma "natinha" junto para acompanhar...eu achei que tinha em casa...e não tinha....@#$%¨&*  !!!!!!

Um beijo e...um queijo, queridos!!!

Biscotti ou Cantucci de Amêndoas












Hello, queridos! 

De volta ao blog, depois de uns dias de férias - se é que ficar em casa com filhos, cachorros, marido, roupas para lavar, almoço e janta para fazer, etc...podem ser chamados de férias!!! Mas voltei e agora estou mais descansada (também voltaram a minha assistente e a babá heheheheh) e para começar, escolhi uma receita maravilhosa que combina muito com estes dias de folga, de pernas para o ar...só que os Italianos os "potcham" no vinho, ou no café...mas com este calor, será que fica bom "potchar" na cerveja ( potchar=mergulhar) ???

São originários da Itália, mais precisamente da região da Toscana, e se chamam Cantucci ou Cantuccini. Mas em alguns lugares, são simplesmente chamados de Biscotti (plural de biscotto – segundo a minha amiga CARLA MAICÁ ). Seu nome neste sentido significa “cozido duas vezes” – o que é o caso deste biscoito.


Então...um pouquinho da história deles:

Acompanham o café ou o vinho de sobremesa. A receita inicial foi criada há muito tempo na Toscana, talvez na província de Prato ou então, segundo outras fontes, na cidade de Massa Marittima, perto de Grosseto.
Os menores são mais refinados. Os biscoitos voltam ao forno para secar. Dourados por fora e crocantes no interior, ostentam o recheio sedutor. Antes do consumo, são mergulhados no café ou vinho de sobremesa para amolecer.
Afirma-se que os cantucci já eram preparados na Toscana durante a Idade Média e Renascença. Várias localidades da região disputam sua paternidade. Mas a tendência é atribuí-la a Prato. 
A mais antiga receita do biscoito está guardada no Archivio di Stato di Prato. É um manuscrito do século 18, de autoria do erudito Amadio Baldanzi. No século 19, o pratense Antonio Mattei, fundador do biscottificio com seu nome, começou a prepará- la comercialmente. Levou os cantucci à Exposição Universal de Paris, de 1867, e recebeu menção especial.
Em sua terra natal, eles também são conhecidos por biscotti diPrato ou biscotti di Mattonella.
Receita do livro "Culinária Italiana Passo a Passo" - Ed. Parragon.

Então, você vai precisar de:

250 gr. de amêndoas inteiras
200 gr. de farinha de trigo, mais um pouco para polvilhar
175 gr. de açúcar refinado branco + um pouco para polvilhar (não polvilhei!)
1 col. de chá de fermento em pó
1/2 col. de chá de canela em pó
2 ovos
2 col. de chá de extrato de baunilha

Faça assim:
Pré aqueça o forno a 180ºC. Unte e forre uma forma grande com papel vegetal. Pique grosseiramente as amêndoas. Misture a farinha, o açúcar, o fermento e a canela numa tigela. Junte as amêndoas, misturando bem. Numa outra tigelinha, bata os ovos com o extrato de baunilha, e junte à mistura de farinha. Misture bem até ficar bem homogêneo (eu amassei com as mãos ligeiramente). Divida a massa ao meio, salpique a farinha para ela não grudar nas mãos e forme 2 troncos com uns 5 cm de grossura. Coloque-os na forma preparada e salpique o açúcar - que eu não fiz! Leve ao forno por 30-40 minutos - não até assar por completo. Retire do forno, deixe esfriar um pouco e corte as fatias de +/- 1 cm de largura. Distribua as fatias sobre a fôrma e leve de volta ao forno até dourar os biscoitos. Retire do forno e deixe esfriar antes de guardar.
OBS: eles ficam durinhos e crocantes!
Um beijão para você!

Fontes  do texto: Wikipedia
                             O Estadão

O "tão falado" Amigo Secreto dos FoodBloggers"!



Reparem no nome do blog ao centro...não foi uma delicadeza?


Com uma iniciativa genial, a Daniella Abolin, do CINEBISTROT resolveu fazer um amigo secreto de Natal com os foodbloggers de um grupo chamado "blogs de gastronomia",  do qual eu também participo no Facebook. Achei muito bacana...as pessoas conversavam durante o processo, davam pistas, fizeram o maior burburinho, enfim...foram 1.296 comentários no facebook de uma deliciosa brincadeira! Muito tri! 

Eu, tirei a Júlia Sizinando Rossi - do blog TEM DELÍCIA NA COZINHA - que aliás, revelou-se uma pessoa encantadora. E quem me tirou??? Bem...demorei a descobrir...estava chegando o dia da minha viagem para Floripa e...nada...nenhuma pista!

No dia anterior à viagem, eis que chega um pacote! Quando abri, adorei o que vi: era um relógio de parede! Mas não era só um relógio de parede...era um PERSONALIZADO com o nome e o logo do Delícious...o que eu achei muito delicado da parte do Cláudio Munhoz, do blog  CIA DA GULA. Mais outro amigo bacana que eu faço por intermédio deste grupo! Valeu, Cláudio!

Então é isso, meus queridos! Ando dando uma de dona de casa em tempo integral, pois dei férias para a minha ajudante...e estou só fazendo comidinhas do dia a dia, que não valem a pena postar aqui...além de lavar a roupa, ajeitar a casa, dar jeito nos filhotes, dar banho nos cachorros...então, não esperem nada de mim, até o dia 10/01, que é quando ela volta! Engraçado...daí é a minha vez de "tirar férias"!!!
Um beijo a todos e...até!