Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bolo de Iogurte com Gotas de Chocolate



Dia chuvoso, um friozinho querendo chegar...e um bolinho simples para aconchegar! Receita adaptada desta DAQUI. O que posso dizer é que este bolo ficou muito saboroso e leve! Tudo de bom!

Você vai precisar de:

1 copo de iogurte
1/2 copo de leite ( use sempre a medida do copo de iogurte)
1/2 copo de óleo
1 copo de açúcar
2 copos de farinha de trigo
4 ovos
1col. de sopa de fermento
gotas de chocolate a gosto (eu usei gotas de chocolate meio amargo)

Faça assim:

Bata tudo no liquidificador exceto o fermento, que você só vai incorporar à massa quando ela estiver bem batidinha.Unte e enfarinhe uma forma e  em seguida coloque as gotas de chocolate por cima da mistura...não mexa pois elas vão para o fundo! Leve para assar em forno pré-aquecido em 200 graus. Em uns 50 minutos está pronto, mas fique esperta...fique de olho! Na dúvida, faça o teste do palito.

Domingo Light

Não dá vontade de experimentar?






Sábado é dia de comilança - pelo menos aqui em casa - pizzaria de noite...comer até dizer chega! Já no domingo, a gente desacelera para começar bem a semana...sendo assim, fiz um peixinho assado com arroz branco e salada. Bem light e bem saboroso!


LINGUADO ASSADO COM LEGUMES

Você vai precisar de:

Filés de linguado (o quanto precisar)
2 tomates*
1 pimentão amarelo*
1 pimentão vermelho*
1 pimentão verde*
1 abobrinha*
1 cebola *
2 dentes de alho bem picadinhos
Coentro e Cebolinha verde bem picadinhos
1/2 copo de suco de limão
Sal q.b
azeite extra virgem de oliva q.b.

* PICADOS DE MODO GROSSEIRO.

Faça assim:

Coloque em um saco plástico - sim, plástico...é mais fácil marinar assim, pois você vai revirando de tempos em tempos a mistura, para o sabor pegar bem - tudo, menos o azeite. Misture bem, feche o saco e deixe marinando.Leve à geladeira. Sacuda de vez em quando para misturar o tempero e pegar o sabor de modo uniforme. Cerca de 1 hora antes da hora de comer, unte uma travessa com manteiga, distrubua os peixes, coloque os temperos por cima ,um pouquinho do caldo - não muito, pois a abobrinha e o tomate soltam muita água, e regue com azeite de oliva a vontade; cubra com papel alumínio e leve assar em fogo médio (220ºC) por +/- 45 minutos - fique de olho, pois os fornos diferem bastante um do outro. Tire o papel alumínio e deixe assando mais uns 10 minutos. Sirva com arroz branco e salada. Pronto...light e saudável!
Bom apetite!

Bolo Poderoso



Pasmem...estas uvas passa são produção do nosso engenheiro agrônomo- o Edgar -  utilizando as nossas uvas, da variedade "Clara" - veja AQUI  a variedade. Não é show? até já me interessei em pedir para ele me ensinar a fazer! Curioso? Talvez eu publique as fotos do desidratador e como se faz...vou perguntar a ele!


Êita rascunho...


Queria algo diferente...talvez fazer um bolo que saísse da "cachola" (é assim que se escreve? É sim...acabei de ver AQUI no dicionário informal)...então, depois da janta, quando todo mundo estava satisfeito e feliz, e certa que me deixariam em paz para esse "momento sublime" de criação, resolvi colocar as mãos na massa.
Bem, sabendo que eu gosto mesmo é de um bolo cheiroso, com gosto marcante, forte - bolo de adulto, sabe? Puxei o velho e bom caderninho, e cada ítem novo ia sendo escrito...No final, ficou muuuuito bom!


Fiz assim:


Em uma tigela,coloquei:


1 1/2  xic. de nozes moídas
1 xíc. de uvas passa
1 xíc. de aveia em flocos finos
1 1/2 xíc. de farinha de trigo normal
1 xíc. de farinha de trigo integral
1 col. de sopa de fermento
Misturei, e reservei.


No liquidificador, coloquei:


3 ovos
1/2 xíc. de óleo de girassol
1 xíc. de açúcar mascavo (bem apertada)
1/2 xíc. de açúcar cristal
1 miolo de fava de baunilha
200 ml de suco de laranja
1/2 xíc. de rum
Bati tudo.


Misturei as duas massas e levei ao forno em forma untada e enfarinhada a 200ºC por 50 minutos. Retirei, deixei esfriar, pus o açúcar confeiteiro e...voilà!!!
Faça esse bolo, ou arrisque-se, experimente...

Meu outro Cantinho...vai lá!


Está nascendo a "MISS BEBELLA"! Uma escola diferente...você vai gostar! Escola de Culinária Infantil e para quem se sente "um peixe fora d'água" na cozinha ! Só tem 2 posts, e está tudo bem explicadinho no primeiro...vai lá conhecer!!! A propósito, a foto da menininha que aparece lá na descrição é a própria Miss Bebella - minha filhota (o filhote não quis se mostrar, mas se derem uma olhadinha na foto do 1º post, ele está lá com a mão na massa!).
Um beijo a todos e...mão na massa minha gente!

Elas Chegaram!!!

Oiê! Hoje fiquei muito feliz, pois chegaram os meus mais novos brinquedos...estas "LIIIIIINDAS FORMAS TUDIBÃO"!!! São importadas da Itália ( lá, onde fazem as coisas mais lindas!!!), de silicone, e seus formatos...bem, os formatos são demais! Mas também, não precisa ir muito longe, não...comprei AQUI ó! E olha só...eles são muito legais, preocupados se a encomenda chegou bem, quando chegou...não é a primeira vez que compro UDs deles. Pode confiar que vale a pena. E o site tem outras cositas más, que vaõ te deixar bem tentado!!! Agora vou "ter" que estreá-las...que coisa "ruim", né?














Um parênteses: Vocês viram a coleção do Kenzo, da Caras??? É muito bonita...boa...sim, porque eu achei que fosse de plástico, mas é de cerâmica e de primeira! Vale a pena...corre lá, menina!!!

Beijos a todos e Boa Semana (embora hoje já esteja acabando a 3ª feira!)!

Strogonoff, Stroganov ou Estrogonofe e PERPLEXIDADE!!!



Um bom "vinhinho", como diria o meu pai...e este é bom, mesmo!!!

Bem sei que não devemos tomar as dores dos outros, porque às vezes sobra pra nós, mas antes de falar algo relacionado com este post, quero saber de vocês se têm visto o que está acontecendo com os blogs das nossas queridas companheiras/blogueiras portuguesas? Então puxem a linha e vamos tricotar! Noossa...tem um cara - professor universitário - enchendo elas de "adjetivos", falando horrores sobre postar receitas simples, ou usando produtos industriais, diz que elas enganam os outros, que fazem plágio,  blá, blá, blá...Isto está acontecendo neste blog ,  neste e noutros que elas citam...Então fica a pergunta que não quer calar: Como é que um qualquer desses se acha autoridade para questionar os outros? Quem ele pensa que é, coitado??? Tá louco...eu coloco o que eu quero no meu blog, pois ele é MEU e LÊ QUEM QUER, TAMBÉM!!! E olha só...ele lê também esses blogs que tanto despreza...isto é incrível!!! É o fim, melhor dizendo!

Bem, desabafo feito - leiam os blogs para ver se vocês não ficam "passados" também!!! - vamos a uma receita "que todo mundo sabe" mas como fui eu que fiz, e tenho certeza que por aí, neste mundão de Deus vai ter alguém que não sabe nada sobre Strogonoff  ( ou Stroganov) e como se faz o dito, eu posto...e fim!!!

História do Strogonoff
(para quem gosta, senão pula já para a receita abaixo!!!)

O Strogonoff é um prato de origem russa; na verdade, chamava-se Stroganov.
Tudo começou no século XVI por meio da alimentação dos soldados russos, os quais comiam rações de carne cortadas em barris com sal grosso e aguardente para preservar o alimento. Por meio de um cozinheiro do Czar russo Pedro, o Grande, a comida foi melhorada e refinada. O general que protegia o cozinheiro se chamava Strogonov; daí surgiu a idéia de dar tal nome ao prato.Posteriormente, com a Revolução de 1917 e a imigração dos russos para a Europa, a receita chegou à França, onde foi refinada mais ainda, chegando à forma que conhecemos atualmente. O sucesso do Strogonoff é tão grande, que junto com a lasanha e o filé à parmegiana, é atualmente um dos dez pratos mais vendidos no mundo.


ESTROGONOFE - Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O estrogonofe é bastante popular no Brasil, onde tem muitas variações como o uso de carne de frango, com camarões. A principal característica do estrogonofe brasileiro é o uso de molho de tomate misturado com o creme de leite. Além disso, é quase sempre servido com uma porção de arroz (branco ou à grega), enquanto que na Rússia era geralmente servido com batatas cozidas.

Existem várias explicações para o nome desse prato, presume-se que seja derivado do nome de algum membro da grande e importante família Stroganov, talvez Alexander Grigorievich Stroganoff ou Odessa ou o diplomata, Conde Pavel Stroganov.[2]. Outra versão diz que o nome do prato viria de uma rica família de Veliky Novgorod, próxima a São Petersburgo, de amigos de Voltaire e influentes junto a Catarina, a Grande. A iguaria teria sido criada no século XIX por um cozinheiro francês que trabalhava para essa família. Uma competição de 1890 é algumas vezes mencionada por ter "batizado" o prato, mas tanto a receita quanto o nome existiam antes desse evento.

 OUTRA VERSÃO DA ORIGEM DO "STROGONOV" - Prato de origem russa. Seu nome original é Strogonov. No século XVI, na Rússia, os soldados levavam sua ração de carne, cortada em nacos, em grandes barris, debaixo de uma mistura de sal grosso e aguardente para preservar. Coube a um cozinheiro do czar Pedro, o Grande, que era protegido do general Strogonov, melhorar e refinar a mistura. Com a Revolução de 1917 e a emigração dos russos brancos, a receita chegou a França, onde foi refinada, chegando a forma atual. Fonte: "Comida e Civilização" de Carson I.A.Ritchie



Você vai precisar de:

1 cebola (eu uso a roxa) cortada bem picadinho
1 fio de azeite de oliva extra virgem
2 dentes de alho descascados e cortados bem picadinhos
1/2 pimentão vermelho cortado bem picadinho
1/2  pimentão amarelo cortado bem picadinho
3 tomates sem pele e sem sementes em cubos mais grossos
200 gr. de champignos cortados em lâminas
Cebolinha verde e salsa a gosto em bem picadinhas
500 gr. de filé mignon cortado em cubos
100 ml de vinho tinto seco ( olha só o que eu usei...um Merlot Don Laurindo...era o único que eu tinha em casa! O meu marido queria me atirar pela janela!!!).
Sal  marinho a gosto
250 gr. de creme de leite fresco (ou a gosto do freguês)- olha, sem frescura...se tiver de lata ou de caixinha, BLZ

Faça assim:

Aqueça o azeite. Coloque a cebola e dê uma mexida. Espere até ela ficar meio transparente ( não deixe queimar,por favor!) e adicione o alho. Mexa e dê uma leve refogada. Incorpore a carne, mexendo para fritar por igual. Adicione os pimentões e os tomates. Mexa e tampe a panela. O tomate vai liberar bastante caldo. Destampe e deixe secar um pouquinho. Adicione o vinho, o tempero verde e o sal, tampe e deixe cozinhar uns 20-30 minutos em fogo baixo (enquanto isso, faça o arroz branco e a salada). Após este tempo,  incorpore o champignon. Deixe mais 10 minutos. Destampe a panela e veja se tem muito caldo...se tiver deixe-a destampada e cozinhe mais um pouco para secar. Por último, desligue a panela e adicione o creme de leite. Desligar a panela é muito importante, pois se o creme de leite ferver, ele talha.
Sirva e "bon appétit!
PS: Acompanha o vinho...aquele que fiz o favor de abrir!!!

Bolo de Fubá e Saudades das Avós!!!



Hoje bateu "aquela" saudade das avós ... mas é bem verdade aquela máxima de que "enquanto nos lembrarmos das pessoas que amamos e não estão mais entre nós, elas continuarão vivas...em nossos corações"! E quando eu era criança e ia visitar a Vó Nenê (essa em especial)  nas férias, ela fazia seguidamente bolos para o lanche enquanto nós, as crianças, quase nos acabávamos de tanto brincar na rua! Daí vinha o chamado: "crianças tá na hora do lanche!!!" Aí entrávamos em casa, quase nos atropelando - de tantos primos juntos - para lavar as mãos, passar uma água no rosto e nos fartar com aquelas delícias! Tinha bolo, pão fresco,cuca, frutas, leite com Nescau - ou batida de banana...nossa, era tudo de bom! Barriga cheia, e disposição a mil, lá voltávamos nós para a rua e brincávamos até às 21, 22 horas...Voltávamos "pretos", encardidos  de sujos, mas muito felizes... Hoje em dia...nem pensar em fazer isso...ô tempo bom esse!!! Vó...que saudades!!! E você? Lembra de momentos DELICIOUS como esses? Fala aí!!!
Para matar a saudade...

Bolo de fubá

Você vai precisar de:


1 xic. de chá de maisena
1 xic. de chá de margarina
2 xic. de chá de açúcar
4 gemas
4 claras em neve
2 xic. de chá de farinha de milho
1 col. de sopa de fermento em pó
1 pitada de sal
1 vidro pequeno de leite de coco, misturado com ½ xic. de chá de leite
1 col. de sopa de erva doce


Cobertura:
Espalhe leite condensado por cima e depois o coco ralado.


Faça assim:
Faça uma gemada com a margarina e o açúcar. Adicione a ela os ingredientes secos peneirados, alternando com o leite de coco e após, misture a erva doce à massa e por último, as claras em neve. Despeje em uma fôrma com um furo central untada e enfarinhada. Forno. Faça o teste do palito. Desenforme depois de frio.